Descubra o santuário redentorista dedicado a avó de Jesus

A devoção à santa avó de Jesus, Santa Ana, tem um lugar de honra em inúmeras igrejas em todo o mundo.

Recentemente, o Papa Francisco proclamou oDia Mundial dos Avós e dos Idosos, que será celebrado sempre no quarto domingo de julho, próximo da festa de São Joaquim e Santa Ana (26 de julho). Aproveitando esta oportunidade, descobrimos um santuário administrado por Missionários Redentoristas dedicado à Santa Ana! Vamos conhecer?!

Na cidade de Beaupré, em Quebec, no Canadá, uma igreja mantém a devoção a Santa Ana, mãe da Virgem Maria e avó de Jesus, há mais de 360 anos, e destes, mais de 140 foram vividos na presença dos missionários de Santo Afonso.

Santuário de Sainte-Anne-de-Beaupré foi fundado em 1658 e os Redentoristas estão lá administrando este santuário desde 1878.

É um dos principais santuários do Canadá e dos que preservam a devoção à santa. Ele chega a receber anualmente quase um milhão de peregrinos. Santa Ana é a padroeira da província de Quebec e, como é dito de qualquer boa avó, desde o início de sua história nessas terras nunca parou de “estragar” seus netos com seus milagres.

Tudo começou em 1658 quando Louis Guimont, sofrendo de dores terríveis nas costas, veio ajudar na construção da primeira capela dedicada à santa e foi milagrosamente curado. Esta foi a primeira de uma série interminável de curas. Já em 1665, uma então freira ursulina, Santa Maria da Encarnação, escreveu as seguintes palavras para um de seus filhos:

“Sete léguas daqui, há uma aldeia chamada ´o Pequeno Cabo´, onde há uma igreja dedicada a Santa Ana na qual Nosso Senhor está fazendo grandes maravilhas em favor da Santa Mãe da Santíssima Virgem Maria, os paralíticos andam, os cegos podem ver e os enfermos são curados de todo tipo de doença”, disse em 1665.

Grande complexo religioso

O Santuário de Santa Ana conta com um grande complexo religioso ao seu redor. O visitante pode desfrutar, dependendo da época do ano, de um belo jardim e de paisagens deslumbrantes, ou se aventurar no inverno com a neve que deixa um clima mais introspectivo.

Lá você poderá conhecer a Scala Santa, uma escada que remete a que Jesus subiu ao tribunal de Pilatos, e que tem sua inspiração na que está na Basílica de São João de Latrão, em Roma. Em cada um dos degraus da escada foi inserida uma lembrança de diversos santuários da Terra Santa.

Poderá ainda visitar a Capela Memorial que é uma lembrança da terceira igreja que acolheu peregrinos de 1676 a 1876 e a Fonte de Santa Ana que fica em frente à Basílica e atinge cerca de 10 metros de altura.

Numa colina uma bela Via Sacra convida à oração. Lá 14 estações evocam diferentes momentos da Paixão de Jesus. Cada cena inclui cerca de cinco personagens feitos em bronze fundido, que foram fabricados em Vaucouleurs, na França. A construção estendeu-se por 32 anos, terminando em 1945.

Arquitetura do Santuário Basílica

De estilo neorromânico e construído em forma de cruz, a basílica tem aproximadamente 100 metros de altura, do chão ao topo das torres sineiras. No alto das torres, uma estátua de Santa Ana da primeira igreja é a recordação deste templo que sofreu um incêndio em 1922.

Dentro da igreja a beleza fica por conta de pinturas, vitrais, esculturas e todo um conjunto que conduz o peregrino à contemplação e ao conhecimento da história da avó de Jesus e da própria Igreja.

Uma surpresa pode ser encontrada nas várias capelas ao redor do Santuário que foram construídas antes do Concílio Vaticano II, em uma época em que cada sacerdote celebrava missa diária individualmente. Essas capelas são dedicadas a vários santos, entre eles, alguns relacionados aos redentoristas como Santo Afonso, fundador da Congregação dos Redentoristas, Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, cuja devoção é confiada aos Redentoristas, São Geraldo Majella, irmão redentorista, e outros como: São Joaquim e São José, por exemplo.

Relíquias de Santa Ana

O Santuário possui três relíquias notáveis.

1 – Uma porção do osso do dedo de Santa Ana, que foi levada ao Santuário em 12 de março de 1670;

2 – Uma porção de 10 centímetros do osso do antebraço de Santa Ana, obtido na Basílica de São Paulo Fora dos Muros, em Roma, e levado a Santa Ana de Beaupré, em 26 de julho de 1892, como um presente do Papa Leão XIII.

3 – E por fim, outra porção antebraço de Santa Ana, que chegou ao santuário em 3 de julho de 1960, também da Basílica de São Paulo Fora dos Muros, desta vez como um presente de São João XXIII.

Belezas naturais

A Basílica fica ao lado do Rio São Lourenço e próxima do Canyon Sainte-Anne, um desfiladeiro atravessado por pontes suspensas. A vista é deslumbrante!

:: Conheça mais sobre este belíssimo Santuário – Clique para ser dirigido ao site em inglês e francês

Veja uma galeria de fotos do Santuário: 

Notícias Relacionadas